As ondas do mar…⠀

Elas vêem, elas vão, às vezes tranquilas e suaves, às vezes fortes, imponentes e até mesmo assustadoras.⠀

Quando eu era pequena viajava muito para o Guarujá com a minha família. Me lembro bem de na varanda observar a mudança das águas em questão de poucas horas: de tranquilo a agitado, cheio de ondas, de agitação e vendaval. Uma transformação total que na cabeça de uma garotinha sempre ficava o ponto de interrogação de como tanta mudança poderia acontecer em tão poucas horas… ⠀

Lembro claramente do barulho que o mar fazia durante a noite, do barulho do vento e da desconfiança se haveria praia no dia seguinte…⠀

Tenho pensado muito sobre o tempo que temos vivido, tempo de mudanças, muitas vezes drásticas, de inseguranças, de ventos fortes, de incertezas. ⠀

O que temos passado é algo inédito. ⠀
Não temos referências, não temos experiências passadas para nos basearmos, uma doença nova, o impacto no mundo da forma que conhecemos é novo, o impacto em nossas vidas também, igualmente novo.⠀

É algo desconhecido, uma circunstância nova que se impõe e que consequentemente nos impõe uma nova posição frente a vida.⠀

Mudar de posição, fazer luto do que temos perdido ou que têm se transformado, entrarmos em contato com o medo que nos assola, lidarmos também até mesmo com pequenas felicidades e alívios que também experenciamos em meio a esse caos – e que fique claro, em meio a ele e não por causa dele – pois no meio de tudo isso o estar junto, uma ligação, uma mensagem, um gesto de carinho, uma lembrança, um sorriso no rosto, fazem com que a esperança renasça.⠀

E tudo isso… ah, tudo isso é muita coisa, é complexo e exige esforço, e é aí que entram as ondas.⠀

Temos ondas de sensações, temos ondas gigantes, temos calmarias, temos vendaval e temos sol se pondo no fim de tarde.⠀

Ser humano é ser um ser de sentidos, quem não sente deixou de ser.⠀

Somos mar, por amar, amar a vida, amar a si, amar ao outro, amar aos outros.⠀

Tenho que te dizer: estar vivendo hoje é passar por tudo isso, é ser mar, por amar. ⠀

O que será após essa noite de vendaval? Nesse momento me sinto, creio que nos sentimos, com eu criança um pouco assustada e questionadora frente a varanda se perguntando sobre o que amanhã irá trazer. ⠀

Descobriremos, construiremos, caminharemos!