É importante também pensarmos sobre que história é essa de alimentos ruins e bons? Permitidos ou proibidos? Por acaso alguém aqui come veneno? Compra comida na parte de material de limpeza?⠀

Os alimentos que comemos por mais que não sejam todos recomendados todos os dias, são alimentos que ainda assim são permitidos para a venda – ou seja, são feitos para comer.⠀

São alimentos que não nos matam instantâneamente e muitos menos destroem nossa saúde em pequenas quantidades (salvo se você REALMENTE tem um problema de saúde) ou que nos engordam automaticamente. ⠀

Para cada uma dessas coisas acontecerem tudo o que vai estar em jogo é a quantidade… Logo, se você se colocar a pensar sobre essas questões é possível que a forma que você come possa ir se transformando dia após dia.⠀

Você gosta de certos alimentos? Então coma, se permita! Lembre-se que você sempre poderá ter acesso a eles, logo, pense em como ter uma dinâmica leve com eles, não de punição, não de privação…⠀

Não tente se enganar, assim como em qualquer relação em que o não aparece muito ou a punição é constante, porque você achar que a relação consigo mesma pode ser saudável caminhando dessa forma?⠀

Uma coisa que eu sempre digo pra mim mesma e nos atendimentos é: dê um passo atrás, olhe a situação de uma forma mais ampla não se deixe levar pelo que vem de cara (seja o comer em excesso ou o se restringir) e tente destrinchar aquilo que vem pronto, procure questionar aquilo que te toma como verdade e a partir disso entre em contato com aquilo que te faz sentido.⠀

Fazer tudo isso não é fácil, esse assunto então merece muitos e muitos posts e muita análise para reconhecermos nossas próprias questões ainda mais profundas sobre tudo isso.⠀

Mas como diz o ditado, uma longa caminhada começa com um pequeno passo, então, que nessa Páscoa, que para os religiosos tem a ver com amor, esperança e renascimento, que você possa cuidar dos seus processos e quem sabe construir uma nova forma de seguir!⠀